quarta-feira, 12 de agosto de 2009

Duvidas as questões

Olá desculpe-me a demora em responde-los, mas ai vai:

Pedro, nem sei o que te responder. Eu não trouxe nem relatório médico, rsrsrs. pois não tenho nenhuma doença que precisasse de acompanhamento. Quanto ao relatório do dentista, bom eu sou dentista e sei muiot bem o que tenho na minha boca. Para dizer que não trouxe nada, trouxe uma radiografia panoramica que tenho de muitos anos, depois que tirei meu aparelho; apesar de ser antiga nunca mais fiz nenhum novo procedimento na boca. E sinceramente se este relatório que vc pediu não for em francês, ai eu posso te garantir que não serve de nada mesmo.


John, não sei o que te dizer sobre arquitetura. Nme sei se tem o curso na Laval onde estudo; melhor acabei de ver no google que tem na U Laval e na U Montréal. Mas, pode ser até que tenha em outras. Quanto ao preço da faculdade vai depender do número de créditos e das taxas; no trimestre passado eu paguei CAD$ 1005,00 por 12 créditos. Na próxima seção eu ainda não sei pois não recebi a fatura. Te aconselho realmente a entrar no site da faculdade e no site da admissão do curso onde eles explciam todos os pré-requisitos. Isto varia de curso a curso. Boa sorte.

quarta-feira, 22 de julho de 2009

Mercado

Morar em um país com quatro estações e um longo inverno, tem lá suas peculiaridades e uma delas é o preço dos alimentos.

Eu sou fã inveterada de salada e ando me esbaldando nos últimos tempos, visto que no último mês finalmente o preço das frutas e legumes realmente ficaram mais acessiveis.

Se eu tivesse uma geladeira só minha e mais um frezeer com certeza haveira muita coisa que eu congelaria para passar o inverno que é o que os canadenses fazem, mil e uma tortas mais geléias e outros quitutes feitos destes alimentos nutritivos e que por hora estão mais que acessiveis.

Então se vc tem um frezeer aproveite!!!

E eu por hora vou me esbaldar com as saladas.

terça-feira, 21 de julho de 2009

Verão!!

Finalmente verão!!!!
Parece incrivel, eu não tive problema algum com o "inverno" canadense, mas o verão está sendo dificil. Quando eu penso que o verão chegou, faz frio de novo.
E não é exagero, pois até os nascidos aqui reclamam que está "frio".

Chuva então nem se fala, e se chove, faz vento e os dois juntos = frio. Outro dia estava mais frio aqui que é verão que em sampa que é inverno.

Enquanto todos nós esperamos o verão. Eu aproveito para usar meus vestidos e toda roupa de verão que eu troxe do Brasil; que se continuar assim vai durar anos, rsrsrsrs.

quarta-feira, 8 de julho de 2009

Que vergonha!!!

Gente do céu!!! Que é isto, mais de um mês sem escrevrer aqui e nem uma visitinha rápida.
Sei que fui meuito displicente com meu querido diário.

Podem ter certeza que não foi por falta de assunto e nem de tempo, mas...

Sei lá, o verão aqui é cheio de atividades. Se bem que que verão? Pois, ontem fazia mais frio aqui que em Sampa, e se até os canadenses reclamam da temperatura "fria" o que diá de nós.

É tanta novidade que nem sei por onde começar, e como agora estou no trabalho; bom vou ter que deixar um post mais longo para depois. Falando nisso alguém me perguntou sobre o trabalho e minha viagem ao Manitoba; eu fui pq minha chefe aqui liberou, pois eu tinha a principio um contratod e verão de meio periodo e agora eu devo trabalhar periodo integral até o inicio de setembro.

É isto o blog, não foi desativado e pretendo escrever mais regularmente. Acho que estou sempre prometendo isso e nunca cumprindo, mas vou tentar fazer acontecer.

Bom, beijos e até breve
Chris

quinta-feira, 21 de maio de 2009

Brandon, Manitoba

Oi, gente!
De novo deixei o blog de lado, mas foi devido a correria dos últimos dias. Sei que vcs já estão meio que cansados desta desculpa; mas novamente é a mais pura verdade.
Sei que alguns estranharam o título, qual a ligação entre Québec e Brandon?
Nem eu sabia onde ficava Brandon até procurar no Google maps.

Brandon, é uma tipica cidade de cowboys do centro do Canadá. É uma cidade bem pequena por acaso, mas como toda cidade pequena do Canadá, tem de tudo: quase tudo.

Enfim, Brandon tem em torno de 40 mil habitantes e nenhum brasileiro, até onde eu pude constatar no momento. Mas, sei que estou fugindo do assunto. Afinal o que eu estou fazendo aqui?

Estou em um tipo de programa de intercambio. O governo do Canadá dá a chance de todo estudante uma vez na vida fazer um programa de intercambio: Explore. Onde a gente fica fica imerso 5 semanas em um programa de língua que o governo custeia. Custeia quase tudo, pois a viagem fica por conta do felizardo.

Felizardo, pois todos tem chances iguais de participar do programa, mas para isto tem que ser sorteado. E eu fui sorteada para vir a Brandon. Como?

Com certeza, não fui eu que escolhi, pois até duas semanas atrás eu nem tinha idéia que esta cidade existia e olha que a segunda cidade mais importante da provincia de Manitoba.

Quando, eu me inscrevi no programa de prêts et bourses do governo de Québec, eu me inscrevi no programa Explore também. Dentro das minhas três opções escolhi: Ottawa, Toronto e Vancouver. Na metade do mês de abril, recebi uma carta me avisando que eu não havia sido contenplada no sorteio, mas que eu estava em uma lista de espera. Vcs já viram né? Para mim lista de espera é a mesma coisa que: N-E-V-E-R. Pois, já tive terriveis experiencias com lista de espera, que não vem ao caso agora.

Há 10 dias atrás entro eu no site para renovar meu prêt et bourse, e descubro que eu havia sido sorteada para vir a Brandon. É claro que minha primeira reação foi procurar no mapa onde ficava. Após uma noite sem dormir pensando se eu vinha ou não, pois eu mal havia começado a trabalhar.

No final, o resultado é este: eu estou em Manitoba. Especificamente em Brandon, por 5 semanas para aprender o inglês. Vamos ver como esta experiencia vai ser!!!

segunda-feira, 11 de maio de 2009

Superando desafios!

Desde segunda passada, eu estou trabalhando.
Meu segundo emprego no Canadá, é um emprego temporário de verão. Estou trabalhando como assistente de pesquisa para uma professora da faculdade.
Na maior parte do tmepo , é um emprego fácil, gostoso e o horário não é tão rigido.

Então pq superando desafios?
Se te algo que eu nunca trabalharia é com telemarketing, pois eu odeio falar no telefone com estranhos, eu me enrolo toda quando tenho que pedir informações, imagina tendando converncer alguém a comprar seu produto. Mas, foi mais ou menos isto que eu venho fazendo desde quinta feira passada. Não estou de fato vendendo um produto, mas vendo se as pessoas aceitam participar da pesquisa, repondendo um questionário.

Juro que isto esta longe do meu trabalho dos sonhos. Mas, de qq forma eu consegui realizá-lo de forma eficiente.

segunda-feira, 4 de maio de 2009

Fim das férias!!!

Pois é, estas foram as férias mais curtas de toda a minha vida.

Mas, como dizem: foi bom enquanto durou. Não deu para fazer grandes coisas, ma o importante é que descancei. Sexta-feria, por causa da chuva, eu passei o dia todo assistindo «nos étés», uma minissérie de época daqui, na qual eu não vejo a hora de ver todo o final, praticamente assisti toda uma temporada na sexta.

Já nos outros dias mesmo com o vento frio, aprovetei para dar uma volta na cidade. O bom daqui é que sempre estou conhecendo lugares novas e tendo agradáveis surpresas.

Além dos passeios diurnos, foi minha primeira noitada na cidade também. Mas, paquera que é bom nada. Mas, a esperença continua, rsrsrsrs.

Queria escrever mais, mas já é tarde a amanhã terei um dia cheio. Boa noite a todos!

quinta-feira, 30 de abril de 2009

Coisas de mulher: Depilação

Garotos me desculpem, mas acho quee ste post vai interresar mais a mulherada.

Se vcs me perguntarem se tenho algum arrependimento em relação ao que eu deveria ter feito antes de me mudar para o Canadá. Eu diria que tenho sim, e um grande arrependimento de não ter feito depilaçao definitiva. Não que eu não tenha pensado antes de chegar aqui, mas quando eu pensei já era tarde.

Então conselho de amiga para quem esta pensando em imigrar e está naquela aflição de esperar o visto, aproveite epara fazer a depilação definitiva.

Ontem, aproveitando meu primeiro dia de férias resolvi me depilar, não é a primeira vez que eu me depilo desde que cheguei no Canadá, afinal faço isto pelo menos uma vez por mês; mas leva tanto tempo: o que minha depiladora fazia em média em 1 hora, eu levo de 3-4 horas, sentiram o drama e ainda por cima não fica tão bem feito quando feito por outra pessoa.

No Brasil, eu adorava ir ao salão me depilar, coisa de mulher. Bater papo com a depiladora, saber inumeras fofocas, etc. Mas, mesmo assim eu sabia me depilar, pois em uma emergencia não ficava na mão.

Foi por isso, que cheguei aqui com todo meu kit: cera, espátula, papel e pinça. A cera foi besteira trazer, pois as daqui são tão boas quanto e até mais fácild e achar. Falo da «cera de mel», já que no Brasil só achava o roll on que diga-se de passagem, eu ODEIO!!!!! Já o papel, vai entar na encomenda que vou pedir para minha mãe trazer este ano. Aqui tem inclusive uns de boa qualidade, em tecido que irrita menos a pele. Só que, eles são bem mais estreitos e portanto cobrem uma pequena superficie da pele, o que demora mais tempo para depilar.

Mas, o importante é que esta feito e eu estou pronta para comçar a aquaforme (hidroginástica) semana que vem.

terça-feira, 28 de abril de 2009

Seis meses depois...

Exatamente hoje, faz seis meses que eu cheguei no Canadá. E as vezes, eu me surpreendo com a quatidade de acontecimentos em tão pouco tempo.

Há seis meses atrás tudo aqui era novidade e tudo feliciade, mas e ao mesmo tempo o futuro era ainda bem indefinido: profissão, onde eu ia me estabelecer, etc; e a pressão era forte.

A principio pensei que conseguiria ficar em Val-d'Or, mas o destino me mandou para Québec uma cidade que nunca nem tinha imaginado morar, mas que gosto muito hoje. Ainda não sei se ficarei aqui de forma definitiva. Acho que só o tempo dirá; mas os próximos 3 1/2 anos é mais do que esperado por conta da faculdade.

Profissão, quando eu cheguei aqui, meu plano A era ser hygiéniste dentaire. Mas, hoje posso dizer que a odontologia faz parte do meu passado. E a enfermagem será meu futuro. Ser aceita na faculdade em tão pouco tempo aqui, foi uma vitória. Ainda mais, que este era meu plano B, e neste caso eu não contava começar antes de setembro 2009.
E por acaso hoje, eu termino minha primeira session, tive minha última prova hoje (ainda pretendo falar sobre a faculdade em um post a parte).
E como esta mudança tem sido para mim? Tem dias que não é fácil tenho que confessar, e as vezes por incrivel que pareça, eu tenho saudades de fazer uma resturação, uma extração, etc. Mas, não posso dizer também que me sinto frustada com a mudança, muito pelo contrário, eu estou animadíssima com o curso e não vejo a hora de poder começar meu externato.
Então, já deu para entender que de hoje em diante, eu falarei mais sobre enfermagem que sobre odonto aqui no Québec.

Amigos, muito melhor do que eu esperava. Eu não imaginava tantos brasileiros no Québec, e meus novos amigos aqui são uns fofos e eu gosto de todo mundo. Na ausencia da familia são os amigos que nos colocam para cima nos dias mais dificeis. É claro, que as vezes queria ter mais tempo para fazer mais passeios com eles ou simplesmente bater-papo. Nos próximos 5 dias, isto será bem possivel, rsrsrs.

Saudades, sábado, um amigo québécois me perguntou do que eu mais sinto falta do Brasil depois da minha familia. Dificil dizer, a familia é o que mais me pesa; mas além disso depende do dia. Tem dias que tenho saudades de sentar num barzinho e tomar uma cervejinha com minhas amigas. Tem dias que sinto saudades das cachorras. Tem dias que sinto saudades de comer pão de queijo e sonho de valsa. Tem dias que tenho saudades do meu apartamento. Tem dias que tenho saudades de assistir novela, rsrsrsrs. Enfim, a lista é longa. Mas, na maior parte do tempo nem penso muito nisto, tento viver o dia de hoje da melhor maneira possivel.

E se alguém me perguntar se valeu a pena? Posso dizer que esta valendo a pena. Pois, bem ou mal, este era um sonho que eu tinha há quase 20 anos: de morar no Canadá e tem dias que eu me belisco para ter certeza que não estou sonhando, rsrsrs.

domingo, 26 de abril de 2009

Passear é bom!

Pois é, gente!
Nos últimos dois dias ando bem saidinha, à noite claro. Pois ainda tenho que estudar durante o dia.
Ontem, eu nem tinha noção do tanto que a temperatura subiu, segundo meus amigos 27ºC, isto pq sexta noite eu passei frio, pois não estava com um casaco muito quente, rsrsrsrs.

Mas, já que eu só tenho uma prova, resolvi estressar menos. Estudo de dia e saio de noite. Sexta fui ao shopping uma amiga e depois fomos à uma lanchonete comer «poutine», que eu adoro; e um sorvete d'érable que é um dos meus doces prediletos. Enfim, poutine + érable = fortes motivos para eu morar no Canadá, rsrsrsrs.

Ontem, foi aniversário da Luciana uma amiga e a brasileirada toda se reuniu ou quase toda. Eu não tinha nocão, de nós éramos tantos, rsrsrsrs.
Enfm, foi bem divertido e adorei conhecer gente nova. Foi ai que eu descobri que havia feito um dia maravilhoso para se ir ao parque e eu passei o dia todo no PC fazendo um trabalho.

Vida de estudante é isto, e por falar nisto tenho que voltar aos livros. Bom domingo a vcs todos.
XXXX

sexta-feira, 24 de abril de 2009

Só mais uma!

É isto mesmo, agora só me resta uma unica prova para terminar o trimestre. E depois dela, vou poder ao menos curtir alguns dais de férias.
Digo alguns dias, pois dia 04/05 começa a session d'été.
É, as férias por aqui duram pouco. Mas, o importante é que até o momento, tudo está sobre controle.

As provas da faculdade aqui são um verdadeiro «défi». Primeiro pq os professores não dão aula como no Brasil e portanto fica dificil saber o que eles vão pedir na prova. Segundo, tem disciplina que tem uma unica prova com toda a matéria, deu para sentir o drama... Terceiro, as vezes vc se mata de estudar e a prova nem é tão dificil, como aconteceu ontem, rsrsrs.

Mas, enfim, não vejo a hora de ter meus dias de férias, rsrsrssr.

quinta-feira, 23 de abril de 2009

Adorável surpresa!!!

Neste fim de semana que passou, tive uma adorável surpresa dos meus «pais canadenses», eles vieram me vistar.
Fiquei super emocionada quando eu os vi, agora imagina meu estado, quando eu encontrar meus pais verdadeiros. Não vejo a hora, se todos os meus planos derem certo, ainda será este ano.

Enfim, a visita deles foi excelente. Passeamos por diversos lugares, e pude descobrir coisas novas sobre Québec como o boul. Champlain que com certeza vai virar meu ponto de referencia no verão.
Foi um fim de semana de relax, nem abri meus livros, rsrsrs. Sabe quando vc passa dois dias sem se preocupar com nada? Foi bem isso. Me ajudou a recuperar a energia para as proximas duas semanas que veem por ai.

terça-feira, 14 de abril de 2009

6 de Abril

Oi, gente!
Sei que dia 6 de abril passou há mais de uma semana, mas achei importante divulgar com vcs uma curiosidade québécois, que eu só descobri há algumas semanas.
Como eu não fiz francisation, tem certas particularidades que me escapam e uma delas é esta a famosa data que muitos chamariam de dia D ou dia da resposta. Até que ao comentar com uma amiga que eu estava esperando a resposta de uma demanda que fiz em outro curso e ela me disse: «vc terá sua reposta dia 6 de abril». No meu caso não foi o que eu esperava, mas realmente a carta foi postada nesta data.
É neste dia aparentemente que as faculdades, Cegeps e etc divulgam seu parecer sobre o pedido de inscrição.
Como vcs já perceberam algumas datas por aqui são marcantes, e esta é uma delas para quem vai voltar aos estudos.

quinta-feira, 9 de abril de 2009

Feliz Páscoa!!!

Oi, gente!!!

Olha eu aqui de novo e bem melhor, rsrsrsrsr!
Antes de mais nada quero agradecer ao apoio de todos e dizer que eu estou bem mellhor.
Futuramente pretendo escrever sobre o que provocou este desamino: o stresse escolar. Mas, este tema merece um post a parte.

Mas enfim, eu estou bem. E ontem a «doida» aqui. Eu, louca de pedra, contrariando todos as pessoas que conheço, fiquei super feliz quando sai de manhã e vi que havia nevado. As árvores todas branquinhas, etc. Pena que não estava com minha camera à mão.

Loucura né??? Eu sei, todo mundo reclamou, eu era a unica feliz com o acontecimento; mas como diz minha sobrinha Bela «cada um com suas coisinhas».

Hoje para festejar a Páscoa, eu fui a uma Cabane à Sucre com o pessoal da faculdade. Foi bem legal, conheci pessoas dos outros anos e de outros cursos também.

E o mais importante, pude relaxar um pouco, já que o feriado vai ser de trabalho; já que nas próximas duas semanas tenho 4 provas e 4 trabalhos para entregar.

Como acho que não volto à escrever antes da Páscoa, desejo a todos uma Feliz Páscoa!!!!

XXX
Chris

quinta-feira, 2 de abril de 2009

Cinco meses depois...

Oi, gente!
Sei que dei uma sumida, mas foram dias dificeis. Os últimos dias foram de muita correria, a faculdade anda me sobracarregando que vcs nem imaginam. Eu mal ando tendo tempo de dormir.
Sem contar que na última semana bateu uma ligeira depressão; saudades da família, dos amigos, da minha casa, etc.
Acontece com todo mundo, fiquei dias inteiros me questionando sobre minha decisão de imigrar, se fiz a coisa certa, etc. Insonia nem preciso dizer...
Não que eu esteja infeliz aqui, nada disso; mas recomeçar do zero, não é tão romantico como aparece a primeira vista e requer uma carga de energia inimaginável.
Para ajudar é a fase do ano que eu menos gosto aqui, o inverno chega ao fim e tudo é feio e sem graça. Chuva quase todos os dias, sujeira por todos os cantos...

Colocando tudo isto na balança vcs já viram, o que me ajudou a segurar a onda um pouco foi os amigos é claro e um antigo post que eu escrevi sobre os motivos que me fizeram deixar o Brasil, que me ajudou muito a me centrar. Esta é uma boa dica que eu havia pegado em um outro blog e ajuda imensamente nestas horas de reflexão.

Mas, enfim esta semana eu estou melhor. Decidi largar meu emprego para ter mais tempo para os estudos e para mim também. Mês que vem procuro outro para o verão e se nada der certo vou passar minhas férias no Brasil. Essa foi outra decisão dificil de tomar, eu gostava muito do meu emprego; mas é uma fase tão sobrecarregada o último mês do semestre que tive que abri mão de algo para não deprimir completamente.

Pode ser que o blog fique emio abandonado este mês, mas ainda não é o fim dele prometo.

XXXX
Chris

quarta-feira, 11 de março de 2009

Odontologia no Québec II

Há 5 meses atrás, ainda estando no Brasil, eu escrevi um post sobre a Odontologia no Québec. Infelizmente, as informações que eu escrevi na época eram baseadas nas pesquisas que eu havia feito durante o processo de obtenção do visto. Digo infelizmente, pois estas isformações estão muito longe das dificuldades que enfrentamos por aqui, e como um dentista candense me falou na teoria é uma coisa, na prática a coisa funciona de uma maneira completamente diferente.
Na época do primeiro post minha maior fonte de informação foram os sites oficiais, já que poucos dentistas que já moram no Québec falam sobre a real dificuldade que enfrentamos ao chegar aqui.
Como no primeiro post, eu vou falar das 3 opções que temos ao chegar aqui :

1ª opção: Dentista (CNP3113)
Missão quase impossivel!!!! Digo quase, pois tem os que conseguiram (não conheço nenhumm, mas já ouvi falar, mas pode ser como OVINs rsrsrsrs), mas só depois de muito trabalho duro. Não foi fácil para eles e não será fácil para vc também.
Os caminhos continuam os mesmos :
1) Revalidar o diploma pela Ordre de Dentiste de Québec
As etapas são as mesmas que descritas anteriormente, a famosa prova da ordem; que custa uma fortuna e tem anos que eles não aceitam ninguém, pq? Assegurar que o mercado continue restrito ao alcance de poucos.
Segundo um dentista canadense que a mulher é dentista formado no exterior como eu, e conseguiu ser contrada como professora da U. Montréal (mas, isto pq ela tinha uma especialização nos EUA), tem ano que a ordem não a prova absolutamente ninguém, não pq todo mundo foi mal na prova, mas pq eles simplesmente não precisam de novos dentistas.
E, nós que investimos tempo e dinheiro no processo acabamos realmente frustrados, desanimados. Eu torço para que ele esteja enganado pois tenho dois amigos que vão fazer esta prova agora em abril e desejo de coração que eles vençam, pois eu sou testemunha do empenho deles.
E no caso eu vou poder dizer a vcs que eu estava enganada. Porém, esta mesma informação já veio de uma fonte totalemente diferente, numa cidade totalmente diferente e o conteudo da informaçã foi o mesmo.

2) Voltar a faculdade
As opções continuam as mesmas. Mas esqueçam a U Laval, eu conversei diretamente com uma pessoa responsável pela admissão no curso e ele foi categórico em dizer que não aceita dentista com formação no exterior como aluno. Segundo, ele uma vez eles deram a chance a um dentista estangeiro, que mesmo já sendo dentista no país dele de origem, ele era o pior aluno da turma; ele não me falou que era um brasileiro e eu achei até que ele estivesse exagerando. Mas, depois soube através de amigos brasileiros que fazem pós na Laval que era um brasileiro e que o cara não levava o curso a sério, fazia tudo de qq jeito.
Então já viram, infelizmente nossa fama não é das melhores por aqui.

Soube por um amigo que faz pós na U Montréal, que lá eles são mais aberto aos brasileiros. Mas, que também não exise caminho curto, eles são também exigentes e claro dão preferencia aos alunos que já estão fazendo uma pós na faculdade.

Vou acrescentar mais um caminho
3) Fazer uma pós no Québec
A pós não vai te dar o direito de praticar e mesmo para trabalhar posteriormente como professor é bem restrito; porém pode ser uma caminho de conseguir uma vaga na graduação, ou se seu objetivo for retornar ao Brasil depois de um tempo; vc não volta de mãos abanando.
De uma forma geral não é dificil conseguir uma vaga, tem muitos brasileiros dentistas fazendo e vc pode contar com uma bolsa que ajuda.

2ª opção: Hygiéniste dentaire (CNP3222)
Era uma das opções que eu visualizava ao estar no Brasil, aifnal uma salário de 25,00$/h, me parecia um negócio nada mal.
Mas, conseguir a equivalencia da OHDQ, não é nada fácil também; eles não dão equivalencia para dentistas. Mas, segundo o próprio site da ordem se vc for hygieniste, eles te dão a equivalencia, vai entender!!!!!
Se vc pensa em seguir este caminho aqui, talvez compense fazer um cursinho de THD no Brasil durante o processo. Agora se é só papo furado deles, eu não sei.
Enfim, eles não reconhecem o diploma. Segundo amigos que foram a palestra de informação deles em Montréal, depois de dar entrada no processo, eles te indicam para o Cégep Maisonneuve e vc segue um curso que dura proximadamente um ano, e te dá direito de praticar a profissão somente no Québec depois.
Eu dei entrada no processo em novembro; quando ainda estava em Val-d’Or e não sabia direto que caminho tomar aqui no Canadá. E agora em fevereiro recebi uma resposta me indicando que eu tenho um ano para começar fazer os cursos que eles exigem, senão meu dossier será arquivado. O que eles me exigiram :
Curso teórico e laboratorial : Détartrage (débridement paradontal) 60h - isto como se eu nunca tivesse feito perio na vida; santé et sécurité /protection universelle 80h; e nutrition et santé buccodentaire 45h.
Formação clinica : Hygiène dentaire (nombres d’heures reconnu=0) 375h; dentisterie operatoire 30h (isto como se eu nunca tivesse feito dentistica antes, só rindo para não chorar)
Eles não disseram que eu deveira ir fazer o curso no Cécep Maisonneuve, me deram uma relação de 8 Cégeps onde eu poderia seguir estes cursos.
Como estou em ville de Québec, entrei em contato com a responsavel com Cégep daqui; a primeira coisa que ela me respondeu era que o curso era dado em Montréal; quando eu disse que na carta que eu recebi da ordem o Cégep deles aparecia como uma opção, ela me pediu para enviar uma cópia da carta e no momento espero um retorno dela que vai averiguar as possibilidades. Quando eu tiver um retorno prometo postar para vcs.
Se bem que dificilmente vou seguir este caminho no momento. Pq?
Por causa do salário, os próprios canadenses acham um absurdo eu já sendo dentista ter que estudar mais um ano para aprender a «lavar dente» como eles falam. Todo mundo me incentivou a fazer uma outra graduação para ter um salário mais decente por aqui; do que eu empacar meu tempo estudando algo que a longo prazo não me daria muita abertura.

3ª opção: Assintant dentaire (CNP3411)
Até para isso estão exigindo que a gente volte a estudar. Fala sério???
A própria U Laval tem anuncios de empregos para assistente, mas quando a gente chega na entrevista eles querem que a gente tenha um DEP (que é um cursinho para ser assistente dental). O cumulo do absurdo, concordo!!!!!
Sem contar que alguns dentistas não se sente confortável de trabalhar com um outro dentista, insegurança da parte deles mas é um impedimento que não é boato, pois eu já escutei isto de 3 dentista canadenses.

Esta é a realidade, que poucos divulgam, mas é o que acontece com a maioria. Por isso se vc está contente com a odontologia no Brasil e ama realmente o que faz? É bom pensar bem se o Québec vale a pena.
Como eu disse, não é impossivel, mas é quase isto; a própria Soraya Tandel disse na palestra que eu fui que era impossivel entrar na ordem, mas eu tinha entendido que as faculdades eram mais abertas, mas uma vez aqui a gente percebe que nem tanto.

Boa sorte aos corajosos!!!!

sábado, 7 de março de 2009

La semaine de relâche

Antes de mais nada: Qu'est-ce que c'est la semaine de relâche?
«La semaine de relâche» ou «la relâche» como a maioria dos québécois falam é uma semana no meio do trimestre, onde não se tem aula e todos aproveitam para passear e desestressar do estudo, teoricamente.
Porque teoricamente?????
Na verdade no calendário oficial da universidade, esta semana é chamada de «semaine de lecture»; isto é: uma semana para estudar e colocar os trabalhos em ordem.
Só que os professores dão tanto trabalho para semana seguinte, além de provas. Que minha semana de relache não teve nada de relachante. Mal consegui colocar minhas coisas em ordem eu achava que ia sobrar tempo para colocar tudo em dia, mas foi sonho, rsrsrsrs.

Claro que aproveitei um pouco para passear, domingo passado fui com minha amiga Camila e seus filhos à um parque chamado Plein Air, uma delicia!!! Aproveitei para estrear o sky du fond, que eu adorei e não vejo a hora de repetir a dose.

Na quinta, meus amigos: Lucienne, Rodolph e Christian, fomos patinar na Place d' Youville no Veux-Québec; apesar de não ser a primeira vez que eu patinava na vida, foi a primeira na vida no gelo ao ar livre. E mesmo a patinoire sendo perquena, o lugar é lindo e todo iluminado, um espetáculo parter, a não se perder.

Agora que a «relâche» está chegando ao fim o jeito é me preparar para próxima semana.

quinta-feira, 5 de março de 2009

Meme: 6 coisas aleatórias sobre mim!!!!

Eu tinha certeza que mais dia menos dia, esta brincadeira ia me pegar. E foi assim que minha amiga Raquel, do blog Raquel & Anércio me pegou, rsrsrsrs.

As regras desta brincadeira são as seguintes e devem estar escritas na postagem:
1 – Linkar a pessoa que te indicou: Raquel
2 – Contar seis coisas aleatórias sobre você.
3 – Indicar mais seis pessoas e colocar o link no fim do post.
4 – Deixar a pessoa saber que você a indicou, deixando um comentário para ela.
5 – Deixar os indicados saberem quando você publicar seu post.

Então voilá, 6 coisas sobre mim:
1) Eu adoro jogos de computador, sou uma verdadeira viciada; passo horas jogando se deixar. Por isso para não atrapalhar meus estudos, eu ainda não comprei nenhum aqui no Canadá; mas está dificil resistir a tentação, rsrsrsrs.

2) Eu era super controladora, fazia lista de tudo, determinava metas a cumprir. Eu fazia de mim mesma, uma empresa pessoal, rsrsrsrs. Mas, todo este processo de imigração me ensinou a ser mais relax, afinal o ditado já diz «O futuro a Deus pertence».

3) Eu adoro viajar. Um dos meus sonhos é fazer a volta ao mundo.

4) Eu adoro jogar conversar fora com os amigos, sentar num barzinho, beber uma cervejinha e conversar.

5) Quando eu olho para meu passado, não tenho vontade de mudar nada. Pois, se eu sou quem eu sou hoje é graças as estas experiencias boas e ruins.

6) Eu odeio dormir, mesmo quando estou cansada. Lógico que eu durmo e não sofro de insonia (a não ser quando estou estressada), mas eu sinto que enquanto eu durmo eu deixo de viver alguma coisa, loucura, não?!?! rsrsrsrs.

Agora indico para a brincadeira:
A Savana do Blog da Savana "Quebrando o Gelo"
A Camila do Blog Canada A4
O Renato do Blog Nós 2 em Québec
A So do Blog Le Québec nous attend
A Babi do Blog J'partirais pour Québec
A Gisele do Blog de Anchietópolis ao Québec

Estou curiosa para ver o que eles vão escrever, rsrsrsrs
XXXX
Chris

domingo, 1 de março de 2009

Gastos na cidade de Québec

Sei que muita gente que vem se pergunta quanto vou gastar na realidade. Bom, isto é muito relativo depende de cada um e do que é mais importante para vc do que para outros.

No meu caso, eu prefiro pagar um aluguel mais caro e estar a menos de 5 minutos de onibus da faculdade e com uma linha onde a cada 8 minutos no máximo passa um ônibus do que economizar 100,00$ e ter que viajar meia hora para chegar no lugar.

Eu optei por comprar um laptop um pouco mais de recurso que um mais simples. Por poutro lado comprei o computador, mas não os livros; então as vezes ao invés de voltar para casa apóos as aulas, fico na «facul» até mais tarde estudando na biblioteca.

Como eu disse gasto é muito relativo, mas vai ai mais ou menos uma planilha de gastos meus que eu fiz desde minha mudança para Québec:
Janeiro/fevereiro:
  • Faculdade (incluindo alguns livros, xerox, material escolar e mensalidade: 1.179,71$
  • Documentos (inclui a carteira de habilitação, a immatriculation na OIIQ, avaliação comparativa do MIIC): 599,44$
  • Produtos de beleza(não tive muitos gastos ainda, pois tem muitos que ganhei ou ainda tenho do que trouxe do Brasil): 20,06$
  • Transporte (incluindo minha viagem Val-d'Or/Québec + passe mensal de estudante): 231,71$
  • Alimentação: 452,41$
  • Lazer (a maioria foi de atividades «gratuit»): 32,00$
  • Moradia: 685,00$
  • Vestuário: 112,82$
  • Cartão telefone: 11,41$
  • Total: 3092,85$
Como vcs podem ver são gastos básicos, isto qeu não tive que pagar taxis e etc. Mas, por ai da para se ter uma base de quanto custa viver aqui.

Quanto ao mercado, o melhor ée sempre olhar as famosas «circulaires», se vc for sortudo morar em um lugar como eu que não distribuem circulaire, vc pode ver as ofertas on-line no site: supermarches, as ofertas mudam toda quinta-feira e o lema é primeiro ao chegar, melhor servido. Então se vc ver algo realmente em conta como queijo, pão, etc; tente ir buscar o quanto antes.

sexta-feira, 27 de fevereiro de 2009

4 Meses no Canadá

É gente; 4 meses já foram.

Quando vi o calendário hoje pensei, nossa 4 meses, só isso!!!!!

Antes de me mudar para o Canadá, li em algum lugar que nos primeiros meses a gente tem a sensação de morar há muito mais tempo aqui do que na verdade moramos, tamanho o número de novas informações e acontecimentos que vivemos em tão pouco tempo. E agora posso dizer que é mais pura realidade.

Se bem que no meu caso, alguns eventos forma mutiplicados por dois, como mudar de cidade duas vezes neste curto periodo de tempo. Além disso voltar a fazer faculdade... Uau!!!

Foram muitas mudanças, mas o saldo de tudo isto é que estou muito feliz e certa de que estou no caminho certo.

Não posso negar que sinto falta da minha familia e das pessoas que me são caras, mas ainda não deu para sentir saudade da vida que eu tinha no Brasil, que de certa forma era bem mais confortável e mais «tranquila» (ao menos na parte financeira) da vida que eu levo hoje; porém por outro lado, eu estou mais feliz, ee u diria que menos estressada também.

E isto é o que realmente importa hoje: ser feliz!!!!!!

terça-feira, 24 de fevereiro de 2009

Primeiro «emprego» canadense

Finalmente, comecei a trabalhar no Canadá.

Depois de 2 entrevistas de empregos mal sucedidas e 3 bem sucedidas, mas que eu acabei não aceitando o emprego. Enfim, estou trabalhando.

Muitos vão classificar como um sub-emprego, como eu ainda não tenho formação na área, estou no começo dela, eu classificaria o emprego como uma acquisição de expereinceia na área e claro como um emprego de sobrevivencia que no meu caso é mais uma ajuda do que um salário que de para passar o mês.

Vcs devem estar se perguntando que raios de emprego é este...

É um emprego de préposée aux bénéficiare em uma instituição de pessoas idosas (tipo um asilo de luxo). Eu trabalho um fim de semana a cada 15 dias, o que é ideal, pois não interfere muito com meus estudos.

O salário é de 10,00$/h, sei que em um hospital eu poderia ganhar mais até 15,00$/h, mas como não tenho o curso de PDSB, um tipo de pré requisito para este tipo de trabalho e nem estou afim de fazer, já que a partir do próximo semestre posso ser aceita nos hospitais só com duas «sessions» na universidade. Achei melhor começar com este para já ir adquirindo algumas experiencia na área.

O trabalho é puxado, mas eu estou gostando bastante; o ambiente de trabalho é excelente. Os pacientes são super gentis, pratico o francês pra caramba, se bem que eu posso me passar sem; pois a faculdade já me supre mais do que suficiente neste nivel, rsrsrsrs.

Ao menos até o verão, eu já estou garantida.

quarta-feira, 18 de fevereiro de 2009

Inverno

Quando a gente pensa que ele está indo embora, começa tudo de novo. Temos uma tempestade de neve prevista para esta noite.

Nos últimos dias temos tendo dias excelente com temperaturas agradabílissimas, entre -5ºC e 2ºC; sei que muita gente deve estar me achando que pirei ao dizer isto!!!!

Mas a verdade é uma só, após dias de -40ºC; a gente sente que na temperatura atual está até quente, rsrsrsrs.

Nos últimos dias a neve vem virando gelo e tenho que ser sincera, que eu prefiro a neve; pois nesta época tudo fica mais «feio», comparado há um mês atrás, sem contar que na rua tem que se tomar um cuidado extremo para não passar um motorista mais apressadinho e não te virar uma avalanche de água suja gelada; afinal com o aumento da temperatura começa o degelo.

Mas, por outro lado em dias de sol como vem fazendo e em temperaturas menos extremas, é super agradável de caminhar. Tanto que nos últimos dias tenho preferido ir de uma lado para outro na faculdade pelo exterior do que pelo túnel.

Não é surpresa para meus leitores que eu A-D-O-R-O o inverno!!!!!!!! E que nem faz muito tempo eu fiquei maravilhada ao descobrir que a neve tem exatamente este simbolo ai da foto:

Mas, quando estam todos falando da neve e do inverno eu não posso deixar de comentar o que eu tenho observado nos imigrantes brasileiros.

Quem nunca tinha passado todo um inverno no Canadá anteriormente acha muito dificil. O que eu quero dizer com isto?

Pode parecer óbvio para quem está imigrando para o Canadá que aqui temos 6 meses de inverno e em torno de 5 meses de neve por ano (dependendo da região mais ou menos). Mas, depois de um primeiro mês de pura magia ou para alguns menos que isto a neve se torna uma reclamação sem fim: «o inverno é chato....»; «ninguém faz nada no inverno...»; «não vejo a hora que isto acaba...»; «estou ficando doente de não ver sol...»; « e eu que reclamava do inverno no Brasil....»

Deu para sentir o drama?????

Eu concordo que no inverno todo mundo hiberna um pouco por aqui, as atividades ao ar livre para quem não curte esportes de inverno é praticamente inexistente. As pessoas saem menos a noite para baladas comparado nos meses mais quentes. E todo mundo fica branco que nem um fantasma, rsrsrs. Enfin, o ritmo é outro.

Então para quem vem morar aqui eu vou dar alguns conselhos:

  • pense bem se vc é capaz de viver invernos rigorosos assim por anos sem fim?
  • esporte ou atividade de inverno é essencial!!! Sei que muitos vão contradizer dizendo que é caro!!! Concordo que esquiar durante todo o inverno pode custar uma verdadeira fortuna; ainda mais para nós que chegamos com o budget apertado. Mas, patinar não fica caro, é rápido de aprender, nesta época do ano tem-se várias ofertas e a maioria das pista cobra 3,00$. Razoável, não!?!?
  • compre boas roupas de inverno. Venha preparado do Brasil para gastar em média 1000,00$ em roupa de inverno. Aconselho a quem tiver alguém na familia que faça trico, pedir para fazer alguns cachecois e gorros de lã (leram bem? , nada de acrilico). Mas o resto tem que ser comprado aqui, e ai vai uma lista básica do que se precisa ao menos para se passar um primeiro inverno: um casaco longo, um conjunto de roupa de esqui, bota, luva (tudo isto que aguente em torno de -30ºC; vem especificado na etiqueta), uma luva para temperaturas mais leves como a atual e as famosas ciroulas, rsrsrsrs. Sei que vai ter quem vai argumentar que estas roupas e bota que aguentam -30ºC são caras e tem roupas de inverno mais em conta. Concordo, mas a não ser que vc imigre para Montréal e trabalhe e more na «cidade subterranea» e não sai ao ar livre durante todo o inverno; se não acho melhor seguir meu conselho que vai te custar bem mais barato do que ficar doente ou achar o inverno horrivel porque vc está passando frio.
  • Estoque de frutas e legumes no verão. Aconselho a comprar um freezer e congelar este tipo de coisas, pois no inverno este tipo de artigo custa o doblo e as vezes a té o triplo do preço.

Enfim, aprender a viver no inverno é a maior fase de adaptação no Canadá e se vc conseguir tirar isto de letra como eu podes crer que o resto fica muito mais fácil!!!!

domingo, 15 de fevereiro de 2009

Carnaval de Québec

Hoje eu vou falar um pouco de um evento muito esperado pelos québécois: o Carnaval. Claro que não se compara com o nosso, mas nem por isso é menos interessante.

Eu gostei muito. Durante 15 dias, nós tivemos uma série de eventos no Vieux Québec: como esculturas e gelo...
... e atividades ao ar livre, principalmente para criançada.

Durante a noite, tem-se vários tipos de eventos, mas o mais esperado por todos aqui é a famosa: parade ou desfile para nós:



video

Eu gostei muito do desfile e curti muito com meus amigos daqui, ainda mais que hoje a noite não estava tão frio: -5ºC.

Alguns amigos brasileiros meus nem quiserem saber de ir, acharam os eventos diurnos muito sem graça.

Minha opinião pessoal é que vale a pena, eu gostei muito; é um evento barato, seguro e aberto a todos. Se a gente tivesse vindo ao Québec só para passear com certeza tirariamos diversas fotos e mostrariamos a todos amigos elogiando. Eu recomendo.

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Pipoca

Vcs devem estar pensando: «Que é isto Chris?»

Pois bem. Há dias eu vinha com uma vontade louca de comer PIPOCA


Nã aquelas pipocas de microndas, mas aquelas de panela. Eu cheguei até ver para comprar no mercado, mas tinha achado um absurdo de caro: 3,00$, por uma pacotinho minusculo.

Sei que vai ter quem vai pensar: «Só isto? Uma micharia»; mas quando vc não tem fonte de renda e só despesas, vc aprende economizar cada centavo.

Mas, então hoje finalmente no comptoir alimantaire eles estavam dando milho de pipoca; vcs podem imaginar minha alegria.

Não deu outra no jantar: pipoca de panela com uma cervejinha bem gelada; já que aqui não tem Guaraná, rsrsrsrs!!!!!!

segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Como ingressar na Faculdade no Québec

Oi, gente!

Como muitas pessoas me pergunntaram sobre o assunto, e estamos na época de inscrição, resolvi passar este tópico à frente dos outros que eu previa escrever para poder ajudar a quem quer seguir este dificil caminho por aqui.

Digo difcil, não pq seja difcil entrar, o dificil é o pique que temos que ter para acompanhar as aulas aqui, rsrsrs.

O que eu vou escrever é relacionado ao Québec, pois em Ontario o sistema é outro e assim nas outras provincias do Canadá.

De forma geral, mesmo nas faculdades, de Québec tem algumas diferenças entre uma e outra e aconselho a quem quer seguir este caminho aqui começar entrando no site da faculdade que interessa. Todas elas tem uma página de informação dita «Futur étudiant», onde vc encontra tudo o que precisa saber sobre se inscrever na faculdade: documentos, exigencia do francês, data de inscriçao, etc.

Documentos: de uma forma geral quase todas elas pedem a mesma coisa, que são: certidão de nascimento, histórico escolar desde o colegial, diplomas, CSQ, PRcard. Os documentos que não estão em francês tem que ser traduzido, o bom que eles não exigem que seja um tradutor agrée a ordem de tradutores do Québec pode ser qq tradutor juramentado; porém eles pedem original de todos os documentos acima ou cópia que tem que ser certificada por um commissaire à l'assermentation e eles não aceitam as feitas em banco. Quem ainda esta no Brasil e quer ir adiantando as coisas, eu sugiro de pedir uma segunda cópia dos históricos na faculdade, os diplomas ficam mais complicados então o que se pode fazer é pedir para a própria faculdade autenticar a cópia dizendo que é uma cópia do original (não adianta de nada fazer em cartório no Brasil, mas vale um carimbo da faculdade na cópia que um carimbo de cartório que para eles aqui não quer dizer nada).

Ainda para quem esta no Brasil e não tem o PRcard o que fazer? Se inscreva como aluno estrangeiro e uma vez aqui de posse do PRcard, vc consegue entrar na cota de residente de Québec. Como eu fiz minha inscrição aqui, não tive que passar por isto, mas segundo uma pessoa que eu conheci pessoalmente (então não é história de outra pessoa). Ela se inscreveu como aluna estrangeira e quando chegou aqui em julho foi conversar na faculdade e de posse dos documentos que provava sua entrada no país, ela fico inscrita como residente daqui (a diferença é o valor que vc vai pagar do curso).

Exigencia do francês: algumas faculdades como a U. Laval e a U. Montréal exigem o teste TFI, que infelizmente não pode ser feito no Brasil, pois a Aliança Francesa ainda não tem este teste. Agora para saber qual o score que é exigido para o curso que pretende fazer, aconselho a entrar no site da faculdade procurar no curso qual a exigencia do francês. No meu caso era exigido 785 pontos para ser aceita.
Ainda sobre o fracês, se vc não é fluente desaconselho totalmente chegar aqui e já ir direto a faculdade; pois o professor quando dá aula não vai falar mais devagar para vc entender. Digo isto pq algumas facudades não fazem alguma exigencia de teste de francês para entrar; mas uma vez aqui se vc não consegue entender o professor ou se expressar, a coisa fica bem feia....

Data limite: a maioria dos cursos a data limite é 1º de março, mas como aluno estrangeiro sei que as datas são um pouco antes e ainda alguns cursos como medicina e odontologia tem datas diferenciadas.

Enfim, é isto. Também aconselho a entrar no site do curso da faculdade que se quer fazer e quase todas elas tem uma pessoa resposável pela admissão ou um cordenador de curso, então escreva e-mails para esta pessoa pedindo maiores informações; se não te responderem da primeira vez, eu aconselho a insistir. Pois vai demonstrar seu interesse em seguir o curso além de te dar maiores informações sobre as exigências e as possibilidades de admissão.

Aos que vão seguir este caminho por aqui, boa sorte!!!!

quarta-feira, 4 de fevereiro de 2009

Olha, eu aqui de novo!!!!

Oi, gente!!!
Não tem desculpa, sei que o blog ficou super abandonado nos ûltimos dias, mas logo vcs irão entender o pq...
Eu sinto que eu perdi completamente o controle de tudo, e pela primeira vez na vida, eu parei de estressar com o que eu não dou conta de fazer.

Vcs se lembram da minha lista de 101 coisas a fazer em 1001 dias... Manter o blog era uma delas, na verdade eu pretendo mantê-lo, mas pode ser que tenha épocas que eu de uma sumida como agora.

Faz 15 dias que ando matutando sobre o que escrever; pensei primeiro em fazer um resumo dos meus três meses aqui; depois pensei em dar minha opinião sobre as dificuldades de imigrar, mas depois pensando bem: quem sou eu para opinar, e falar de problemas que na verdade eu nem vivo.

Luis ou Ana, vcs me perguntaram onde eu estou: Val-d'Or ou ville de Québec? Hoje eu moro em ville de Québec já que fui aceita na Université Laval e estou fazendo um novo Bac; mas metade das minhas coisas ainda estão em Val-d'Or; e é também para onde pretendo voltar passar o verão assim que o trimestre acabar.

Vir de Val-d'Or para Québec foi uma grande virada, e não digo só em relação ao tamanho da cidade. Em Val-d'Or eu vivia praticamente rodeada de québecois; em Québec eu vivo rodeada de imigrantes e com isto passei a entender mais o que cada um passa e como cada um sente este processo de imigrar.

E eu vejo que pelo pouco tempo que estou aqui, muito foi conquistado, apesar das perdas. Quando digo perda é principalmente de pensar que todo o estudo que fiz no Brasil (afinal, eu tenho um doutorado) de nada vai ser aproveitado aqui para um possivel emprego. Eu sei que estou devendo um post sobre a ODONTOLOGIA e não ando me sentido muito a vontade em falar do assunto, mas aos futuros dentistas imigrantes que querem informação, eu ainda pretendo em um curto espaço de tempo falar mais sobre as informações que obtive da área aqui.

Agora as conquistas:
Eu me sinto super integrada, segundo a Lu minha coloc de republica, brasileira também claro: eu até faço comida como os québecois.
A verdade é que me sinto super integrada, a comida não é um problema adoro tudo que como aqui. E vivo misturando coisas que apredia aqui, com coisas que comia no Brasil. A unica coisa penível neste quesito é a conta do mercado (ainda mais quando o dinheiro esta saindo e não entrando). Hoje, mesmo na faculdade aderi ao «comptoir alimantaire» (é como uma cesta básica, vc pode escolher alguns artigos); a verdade é que eu devo ter economizado uns 15,00$ hoje; pode parecer pouco, mas para mim hoje faz uma grande diferença.

O francês, falo com todo mundo; e outro dia pedindo informação na rua acabei batendo um papo de uns 20 minutos com a pessoa que pedi informação, enquanto nós esperavamos o ônibus. Todo mundo diz isto, mas falar francês é fundamental. O sotaque é de menos, ninguém aqui na verdade liga se vc tem sotaque ou não; até canadense tem sotaque aqui, basta vir de outra provincia.
Agora fazer faculdade em francês é outros 500... Entrar na faculdade foi super fácil, o dificil vai ser sair dela, rsrsrsrs. Eu entendo super bem as aulas, leitura; mas escrever em um estilo mais formal (que a faculdade exige), é outros 500... Tem horas que sinto como se eu escrevesse como se eu estivesse no primário, devido ao meu pobre vocabulário. Isto sem contar quando os textos são em inglês (também sem problemas para ler), o dificil é fazer o resumo em francês depois, já que eu conheço os termos técnicos em inglês e português, mas não em francês. Acho que deu para sentir o drama e entender pq eu andei meio sumida do blog.
Exato, eu levo o dobro de tempo para estudar que meus colegas de turma.

Amigos, eu tenho de muitas nacionalidades agora: brasileiros, canadenses, africanos, peruanos, etc. Não entendo pq brasiliero reclama tanto de conhecer brasileiro. Eu acho ótimo, a semana passada mesmo, eu tinha meio que cismado que uma pessoa que eu via na facul era brasileira, perguntei na maior cara de pau; e não era que ela era brasileira.
Achei bárbaro conhecê-la; ela está no segundo ano do curso de enfermagem e me deu várias dicas. Espero que a gente realmente desenvolva uma bela amizade.

No meu curso minha melhor amiga, com quem eu mais converso é uma imigrante também, ela é peruana. Posso dizer que somos amigas apesar do pouco tempo de conviencia; isto não quer dizer que os canadenses nos excluem, só que dizer que temos mais afinidades. E me sinto feliz de poder além dela contar com mais 3 amigas de curso com quem já fiz trabalhos de grupo.
Digo isto, pq hoje estávamos fazendo um trabalho de avaliação que era em dupla; e uma colega de turma que é canadense veio perguntar se eu e minha amiga peruana poderiamos ajudá-la; nós dissemos que ok, mas que como era um trabalho em dupla assim que terminássemos uma de nós fariamos com ela; perguntei pq ela não tinha combinado de fazer com uma amiga e fiquei pasma quando ela simplesmente respondeu que ela não tinha nenhuma amiga na turma.
Eu aqui, uma imigrante recém chegada; posso considerar que tenho amigos, inclusive para fazer trabalhos na facul.
Isto é D+++++++++++++++++++++++++++++++++++

Inverno, não sei pq todo mundo reclama tanto do inverno. Tudo bem que depois de um mês fica tudo muito comum branco toda hora; mas e dai? Eu adoro!!!! É frio é.... e como, a semana retrasada foi a mais fria do ano depois de não sei quantos anos. O bom, é que agora quando faz -5ºC, a gente acha que está quente. Quando eu disse isto para minha mãe esta semana ela achou que eu já estivesse com um pino a menos, mas a verdade é esta: -5ºC, é uma delicia agora!!!!
Eu apesar de na minha vida já ter vivido 3 invernos com neve, sendo este o primeiro como imigrante, ainda aprendo coisas novas. Vcs acreditam que eu nunca tinha reparado que a neve realmente tem a forma do simbolo de neve; a uns dias atrás fica maravilhada quando ao chegar no ponto de ônibus e ver minha roupa cheia de pequensa «estrelinhas»; ninguém no ponto entendeu muito bem o que se pasava comigo, tamanho era eu dislumbre, rsrsrsrs.

Uau!!! Eu demoro para escrever, mas quando começo não paro mais; ainda tinha muita coisa para dizer neste post, mas vou parando por aqui, pois é quase 1h da manhã e acordo amanhã as 7hs. Mas, pretendo ainda terminar de contar pq me sinto uma pessoa feliz como imigrante, apesar de todas as dificuldades inerentes, rsrsrsrs.

Bjos e até breve.

domingo, 18 de janeiro de 2009

A Faculdade

Oi, gente!

Cá estou eu aqui novamente, a sobrevivente da primeira semana, rsrsrsrs.

Isto mesmo sobrevivente, se alguém acha que o dificil é conseguir uma vaga na faculdade aqui; não imagina o que vem depois quando as aulas começam.

Sinceramente, a semana foi bem dificil, mas o importante é que sobrevivi. Para começar, cheguei segunda cedo na faculdade achaando que teria tempo de resolver várias coisas antes da primeira aula que era 12h30 (isto mesmo, acho super estranho ter aula começando em plena hora do almoço, mas por aqui é assim). Enfim, eu não estava preparada para a imensidão do Campus, a sorte é que tem um verdadeiro corredor subterraneo onde a gente vai para qualquer lugar, uma sorte pois esta foi a semana mais fria de todo inverno. Acho até engraçado quando leio alguns blogs das pessoas falando da semana mais quente no Brasil, parece até irreal para mim, rsrsrs.

Mas, voltando a faculdade, apesar de me sentir uma barata tonta entre os inumeros corredores subterraneos, consegui resolver tudo e chegar na aula a tempo.

Na terça-feria, meu segundo dia de aula, cheguei em casa chorando, isto mesmo que vcs leram chorando. Porque?
  • Primeiro, francês vale ponto na média, o que isto quer dizer? Os professores corrigem o francês nos trabalhos e na prova e a média pode ficar até 10 pontos, isto mesmo 10; mas baixa devido aos erros de francês.
  • Segundo, os professores acham que a gente só faz a matéria deles, juro em uma semana eu tenho em torno de 200 pág para ler em francês e inglês.
  • Terceiro, tem matéria que tem prova toda semana, outra a entrega de um trabalho por semana.
  • Quarto, os professores não dão em sala um terço da matéria que eles vão cobrar depois.

Sentiram a pressão???? E se não bastasse para ajudar, eu estou em PC ainda.

Mas, enfim ao menos na sexta-feira, eu já estava mais tranquila; pois consegui algumas equivalencias de disciplinas que vão certamente diminuir a carga este trimestre; mas por outro lado agora eu estou matriculada em tempo parcial e não posso pedir o prêt et bourse.

Mal, tive tempo de passear por Québec, pois passei a semana infornada na biblioteca, e ainda para ajudar, ontem passei 5 horas no PC fazendo um trabalho que no final foi todo perdido, isto mesmo!!!! O PC que eu estava usando de uma amiga deu problema e eu perdi todo o trabalho, pois o arquivo de recuperação era uma série de letras assim: ??????????EEEEEE??????!!!!!!!

Exato, mas nem deu tempo de entrar em desepero, na mesma hora comecei a refazer o trabalho que no final de contas levou mais 3 horas e minha noite que eu tinha pensado em tirar para relaxar um pouco acabou não existindo.

Espero que a próxima semana seja mais equilibrada, rsrsrs

Bjos a todos

domingo, 11 de janeiro de 2009

Um lugar para morar

Ufa!!!

Finalmente consegui um lugar para morar, no fundo nem foi muito dificil encontrar. Encontrei o anuncio caminhando pela rua, telefonei, visitei o local e pronto. Além desse eu tinha visitado, mais alguns lugares, mas alguns realmente deploráveis.

O lugar fica aproximadamente há 1,5 km da faculdade, e o contrato de aluguel é mensal, renovavél a cada mês, se eu quiser sair sem multa é só eu avisar no dia 20 do mês que estarei saindo no dia 1º do mês seguinte.

É um quarto, no que eles chamam de residence. Com tudo incluso: TV, téléphone, acesso a cozinha, lavadora e secadora, mobiliado, aquecimento. Tudo isto aos interessados em saber pelo preço de CAD$ 400,00/mês. A empresa resposável é a Hébergement T2000.

No total são 6 quartos e as áreas comuns são compartilhadas, o bom é que são dois banheiros completos, pois imaginem 6 para um só banheiro.

Esqueci de dizer que a faxina uma vez por semana está incluida. O lugar é bem acolhedor e limpo. Ainda bem, pois sou meio fresca neste quesito, rsrsrsrs.

Amanhã devem começar minhas aulas e no decorrer da semana espero ter tempo de contar para vcs como foi.
XXXX

quarta-feira, 7 de janeiro de 2009

Ano Novo, Vida Nova

Oi, gente!

Sei que demorei para voltar, mas os últimos dias foram uma verdadeira loucura, rsrsrs. Antes de mais nada, agradeço a todas as mensagens de apoio, e desejo a todos que esperam imigrar para cá que neste novo ano, vcs consigam realizar este sonho. E aos que aqui estão como eu, que este seja um excelente novo ano para conseguirmos realizar nossos desejos.

Mas, voltando a minha vida, que como eu disse estava uma loucura devido a minha mudança para Québec. Esta mudança de cidade aqui no Canadá me fez sentir como imigrando novamente. Procurar informações sobre a nova cidade, lugar para morar, malas o que levar o que deixar. É seríssimo gente, deixe uma grande parte das minhas coisas em Val-d'Or já que o limite de volume por vôo era bem menor 23kg por mala no máximo. Enfim, só trouxe o que era extremamente essencial para passar o inverno.

Se não bastasse as malas e decidir novamente entre o que trazer e o que deixar; ainda tive os exames para renovar minha carteira de motorista, felizmente eu me sai bem nos dois, teórico e prático e dentro de 10 dias devo estar recebendo minha carteira de motorista do Canadá. O exame não foi nada dificil do meu ponto de vista, dirigir na neve é um tanto parecido como dirigir na areia. E é claro que contei com o apoio da minha irmã canadense que é dona de uma auto-escola na cidade. Como todos dizem por aqui, eu sou realmente chanceuse.

Além disso, passei horas na fente do PC procurando um lugar morar em Québec, entrei em todos os sites que me informaram, faço uma lista abaixo, caso alguém algum dia precise como eu:
Enfim, depois de toda esta correria cheguei a Québec hoje e estou temporariamente na casa de uma amiga; e a procura de um lugar fixo para morar, já vi algumas coisas hoje e devo continuar minha busca amanhã. Vcs entende agora o pq de Ano Novo, Vida nova: bem para mim é todo um novo ciclo que se inicia.

Minhas aulas na faculdade começam na próxima segunda, respondendo a algumas perguntas: eu vou fazer o Bac. em Sciences Infirmière na Université Laval. Isto quer dizer que abri mão de ser dentista aqui, principalmente depois de algumas coisas que descobri sobre a ordem me passada por um dentista realmente daqui, cuja esposa é dentista formada no exterior e não pode exercer. Segundo ele, devido a pressão do governo federal a ordem faz os tais exames de equivalencia; porém passar ou não depende do numero de novos dentistas que eles vão aceitar no ano, tem anos que eles não aceitam absolutamente ninguém. Que a melhor saida no caso seria retornar a universidade que é outra novela, além do alto custo do curso.

Quanto a ordem de hygiéniste dentaire, eu mandei minha inscrição e estou aguardando uma resposta, assim que tiver uma lhes digo qual foi o veredito, mas de qq forma não era de forma alguma algo que eu gostaria de fazer por toda minha vida. E muito menos voltar aos estudo por causa disto.

Quanto ao trabalho, me ofereceram uma vaga de auxiliar, mas na verdade eu iria trabalhar como
higiénista e ganhar como tal; é um tanto arriscado se ouvesse um denuncia e eu poderia ter minha solicitação de inscrição na ordem recusado depois na pior as hipóteses; mas até arriscaria se não tivesse sido aceita na faculdade.

Quanto a dificuldade de encontrar um trabalho na área nem foi muio dificil, já que a oferta de trabalho surgiu após um mês que eu estava aqui, mas tive mais recusas que uma oportunidade de trabalho ao longo do caminho, na verdade foram 4 recusas.

Quanto ao processo de aceitação da faculdade, eu entrei em contato com diversas faculdades, entrava no site de cada uma dela, escrevia e-mails para o responsável pelo curso. E no meu caso a responsável pela admissão na faculdade me respondeu prontamente; mesmo tendo passado o periodo de inscrição, além disso esperaram mais 15 dias até que eu enviasse todos os documentos traduzidos, as cópias que eu mandei dos originais não eram bem as que eles queriam; mas acabaram aceitando desde que eu mostre os originais agora quando começarem as aulas, sem contar a nota do TFI que eles receberam praticamente no último dia útil antes das férias de natal. Enfim, eles abriram diversas excessões no meu caso; porém teve outras faculdades que nem resposta ao primeiro e-email eu tive. Portanto, quem pensa em fazer fauldade aqui, eu aconselho a entrar em contato direto com a área que pretende seguir, posi cada faculdade exige uma série de coisas diferentes. O que posso dizer é que não é impossivel ser aceito, pode até ser dificil, mas não impossivel!!!!

Agora vou ficando por aqui, pode ser que demore um pouco a voltar, pois ainda não comprei meu laptop, e acredito que onde eu vou morar não terei um PC disponivel como tive até agora. Mas, assim que possivel darei noticias de como é a faculdade.

Beijos e bom inicio de ano a todos